Junho 24, 2021

Dívidas, causas na Justiça e demissões: Globo se incomoda com problemas em 2020

A Globo viveu um de seus piores anos em termos financeiros e, por isso, teve de abrir mão de competições importantes, como a Libertadores da América e a Copa Sul-Americana. Além disso, a líder de audiência segue sem poder transmitir os jogos fora de casa da Seleção Brasileira nas Eliminatórias. Em resumo, perdeu parte do protagonismo no esporte, foi incomodada por rivais e terá muito trabalho para deixar o cenário a seu favor em 2021.

Pela primeira vez neste século, a Globo deixou importantes eventos esportivos ao alcance da concorrência, e perdeu alguns deles. Alegou que os direitos de transmissão não condizem com a realidade de um mundo em pandemia. Acabou provando do próprio veneno, já que ela mesma tinha inflacionado os direitos de transmissão a partir dos anos 1990.

O Grupo Globo foi prejudicado pela pandemia da Covid-19, ficou com as receitas publicitárias reduzidas e se viu obrigado a cortar gastos em 2020. No Esporte, não foi diferente. Não conseguiu manter os pagamentos e teve de rever seu “portfólio de direitos”, ficando com um futebol capenga, sem jogos da Libertadores, Sul-Americana e partidas da Seleção Brasileira como visitante nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022 –exceto diante da Argentina.

Pela Libertadores, a emissora acabou dando um tiro no pé ao tentar baixar os valores que pagava e retomar o acordo por um valor menor com a Conmebol. O blefe custou caro, a entidade fechou com o SBT até 2022 e ainda criou um pay-per-view que conta com a equipe de transmissão da Band. A Sul-Americana também está fora do SporTV na TV paga. Dessa maneira, a empresa ficou sem os dois maiores torneios de futebol da América do Sul.

O Campeonato Carioca também não pode mais ser visto nas telas da Globo e do SporTV. Isso porque a líder de audiência rompeu o contrato com a Ferj (Federação de Futebol do Rio de Janeiro) e com os 11 clubes depois que o Flamengo, com o qual não tinha acordo, resolveu exibir uma partida em seu canal no YouTube. Em 2021, ainda não está definido que emissora ou plataforma transmitirá o torneio do Rio de Janeiro.

Além disso, em 2020, a Globo se envolveu em disputas judiciais intensas com a Turner. Tudo por causa da Medida Provisória 984, editada pelo presidente Jair Bolsonaro em junho, que alterou a Lei Pelé ao permitir que os clubes mandantes negociassem os direitos de transmissão de suas partidas.

A MP do Mandante, como é chamada, caducou e não foi apreciada no Congresso. Antes disso, a emissora conseguiu impedir a Turner de exibir jogos do Campeonato Brasileiro envolvendo times com os quais não tinha contrato. No fim, nesse caso, o prejuízo foi mínimo.

The post Dívidas, causas na Justiça e demissões: Globo se incomoda com problemas em 2020 appeared first on Terra Brasil Notícias.

You may have missed

Cresta Help Chat
Send via WhatsApp
11993455895