Janeiro 23, 2021

Grupos homenageiam Soleimani em véspera de aniversário de morte

O assassinato do general iraniano Qasem Soleimani completa 1 ano no domingo (3), mas desde o dia 1º há homenagens ao comandante das Forças Armadas morto pelos EUA

O ataque no começo de 2019, pré-pandemia, assustou o mundo, que acreditava que a escalada de tensão após o assassinato de Soleimani desencadearia uma guerra no Oriente Médio

Os EUA justificaram o ataque dizendo que Soleimani era um terrorista e um homem que já havia matado muitas pessoas enquanto estava no comando das Forças Armadas

Leia mais: Por que a morte de Qasem Soleimani é mais impactante que a de Osama bin Laden

A fala gerou revolta no Irã, que prometeu retaliações e atacou bases dos EUA no Iraque. Alguns soldados americanos se feriram

Na cidade natal de Soleimani, em Kerman, centenas de pessoas foram ao cemitério em que ele foi enterrado para homenageá-lo 

Veja também: Quem ganha e quem perde com o ataque dos EUA contra o Irã

Durante semanas, Irã e EUA trocaram ataques à bases militares, mas recuaram. Com a pandemia, a troca de acusações entre Trump e os líderes iranianos ficaram em segundo plano

A influência de Soleimani saia do Irã. No Iraque, estudantes se reuniram para homenagear o general

You may have missed

Cresta Help Chat
Send via WhatsApp