Janeiro 26, 2021

Avião que caiu na Indonésia estava em condições de voar, diz executivo

 Voo  SJ182 levaria pouco mais de 1 hora entre as cidades de Jacarta e Pontianak

Voo SJ182 levaria pouco mais de 1 hora entre as cidades de Jacarta e Pontianak
Gusti Fikri Izzudin/EFE/EPA – 05.06.2015

O diretor-presidente da companhia aérea indonésia, Sriwijaya Air, Jefferson Jauwena, garantiu que o Boeing 737-500 da empresa que caiu minutos após a decolagem, neste sábado (9), “estava com boa saúde”, informa a agência estatal de notícias Antara.

O voo SJ182 levava 62 pessoas — seis tripulantes operacionais, seis tripulantes de reserva e 50 passageiros, incluindo sete crianças e três bebês — da capital Jacarta para a cidade de Pontianak, na ilha de Bornéu, em uma viagem que levaria cerca de 1 hora e 10 minutos.

O avião perdeu o contato com a torre e sumiu dos radares cerca de 5 minutos depois de deixar a pista do aeroporto internacional Soekarno–Hatta, em Jacarta.

Pescadores de uma localidade chamada Mil Ilhas relataram às autoridades locais terem ouvido uma explosão naquele momento. Em seguida, foram encontrados cabos e outros destroços que podem ser da aeronave.

As buscas por vítimas e mais destroços do Boeing foram iniciadas no fim da tarde (horário local), mas tiveram dificuldades por causa do mau tempo.

Dados do site de monitoramento de voos Flighradar24 mostram que o Boeing possivelmente caiu após atingir cerca de 3.300 m de altitude, ainda quando iniciava a subida para voo de cruzeiro. Chovia forte no momento do acidente.

O avião estava em operação havia 26 anos e oito meses. Pertenceu à antiga Continental Airlines, dos Estados Unidos, sendo incorporado à frota da United em 2010, após a fusão entre as duas empresas. Em 2012, o equipamento passou para a Sriwijaya Air.

A Sriwijaya Air é a terceira maior companhia aérea da Indonésia, com 15 jatos de fuselagem estreita, como os que se acidentou hoje.

You may have missed

Cresta Help Chat
Send via WhatsApp