Janeiro 19, 2021

Manifestante que carregou púlpito de Pelosi é preso na Flórida

Apoiadores de Donald Trump invadiram o Capitólio na última quarta-feira (6)

Apoiadores de Donald Trump invadiram o Capitólio na última quarta-feira (6)
EFE/ WILL OLIVER

Adam Johnson, um apoiador do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, flagrado carregando o púlpito da presidente da Câmara dos Representantes, a democrata Nancy Pelosi, em uma foto do Capitólio tirada na última quarta-feira (6), foi preso na Flórida.

O Escritório do Xerife do Condado de Pinellas, na costa centro-oeste da Flórida, informou neste sábado (9) que Johnson foi detido por causa de um mandado de prisão federal.

Foto de Adam Johnson feita pela polícia

Foto de Adam Johnson feita pela polícia
Escritório do Xerife do Condado de Pinellas/Reprodução

Nas imagens divulgadas pelas forças de segurança após a prisão, o manifestante aparece sem o sorriso pelo qual ficou marcado ao ser fotografado na última quarta durante a tomada do Capitólio pelos partidários de Trump.

Segundo o relatório da polícia, Johnson tem 36 anos, vive em Tampa e foi detido nesta sexta-feira. Agora, ele aguarda julgamento, e os crimes dos quais ele é acusado não estão detalhados no arquivo.

As fotos dos apoiadores circulando por áreas restritas do Congresso e depredando o patrimônio viralizaram na internet. 

Investigadores do FBI buscam agora identificar outros manifestantes com a ajuda tanto de imagens de vigilância do local, como de postagens nas redes sociais.

Outra foto, outra prisão

Richard Barnett, de 66 anos, foi preso sob as acusações de entrar e permanecer em áreas restritas

Richard Barnett, de 66 anos, foi preso sob as acusações de entrar e permanecer em áreas restritas
Jim Lo Scalzo/EFE/EPA – 08.01.2021

Homem que invadiu o gabinete de Nancy Pelosi e foi fotografado com os pés sobre a mesa durante a invasão do Capitólio foi preso na sexta-feira (8).

De acordo com o Departamento de Justiça, Richard Barnett, de 66 anos, foi preso sob as acusações de entrar e permanecer em áreas restritas, invasão violenta, e roubo de propriedade pública.

You may have missed

2 min read
2 min read
8 min read
Cresta Help Chat
Send via WhatsApp