Fevereiro 28, 2021

Renomado Jornal de Medicina revela estudo que comprova a eficácia do tratamento precoce na evolução da Covid-19.

O renomado The American Journal of Medicine, jornal oficial da Alliance for Academic Internal Medicine, traz em sua primeira edição de 2021 um estudo que comprova a eficácia do tratamento precoce na evolução da Covid-19.

A publicação afirma que, através da medicina preventiva e tratamento precoce, é possível evitar o agravamento do quadro clínico dos pacientes e diminuir a quantidade de internações em hospitais, assim como a evolução dos pacientes para UTI. O artigo desta sexta feira,(01) reforça a importância do tratamento precoce, defendida pelo Governo Federal, como uma recomendação no combate ao coronavírus.

A instrução publicada em forma de artigo científico cita o sucesso em combinar antivirais e vitaminas, citando inclusive, o zinco, a azitromicina e a hidroxicloroquina, amplamente utilizadas no protocolo do Governo Federal no enfrentamento à pandemia. 

O Brasil é líder mundial em relação ao número de pacientes recuperados da Covid-19 e esse fator é resultado das ações do Ministério da Saúde em resposta à pandemia. O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, enfatiza a importância do tratamento precoce aos primeiros sintomas de Covid-19, como medida para aumentar as chances de recuperação e diminuir a ocorrência de casos mais graves da doença. “Fica cada vez mais claro que o manejo do paciente precisa ficar escrito nas orientações do Ministério da Saúde, que ele deve imediatamente procurar o médico para o diagnóstico clínico por meio de exames laboratoriais”, pontuou Pazuello.

O ministro defende que o paciente precisa de acompanhamento médico durante todo o tratamento para que seja possível identificar o período correto para realização de cada tipo de teste e para cada procedimento, considerando o estado clínico.

A política de atuação no tratamento precoce tem sido reforçada pelo ministro. “Entendemos que nós não deveríamos deixar as pessoas em casa aguardando uma falta de ar, por exemplo. Se fizéssemos isso, nós estaríamos aumentando o risco de morte em percentuais que não tem comparação”, afirma.

O secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Arnaldo Medeiros, destaca que essa atitude visa salvar vidas. “Essa conduta precoce pode evitar complicações da doença e garante o acompanhamento médico oportuno que o paciente necessita para que não precise de leitos de UTI. O Sistema Único de Saúde faz acompanhamento de todos os casos de Covid-19, seja eles leves, moderados ou graves”, pontua.

Por meio do E-SUS Notifica, o Ministério da Saúde acompanha os casos leves da doença. O sistema foi desenvolvido em 2020 para captar a notificação imediata de casos leves de Síndrome Gripal (SG) suspeitos de Covid-19. O objetivo é garantir agilidade no processo de notificação e, se necessário, começar o tratamento precoce. As Unidades Básicas de Saúde (UBS), que fazem o primeiro atendimento ao cidadão, estão preparadas para assistir os pacientes.

Além disso, a orientação é a de continuar com as medidas não farmacológicas para conter a transmissão do vírus. “É preciso reforçar a necessidade do uso de máscaras, de manter etiqueta respiratória e a higienização das mãos. Além disso, no aparecimento de qualquer sintoma, a orientação do Ministério da Saúde é procurar um posto de saúde para que o médico possa avaliar e fazer um diagnóstico precoce”, destaca o secretário Arnaldo Medeiros.

O diagnóstico e o tratamento precoces estão entre as principais medidas para reduzir casos graves e óbitos. O Ministério da Saúde vem realizando ações para ampliar o diagnóstico da Covid-19, com protocolos para diagnóstico clínico, radiológico, além da ampliação da capacidade laboratorial. O diagnóstico precoce favorece a adoção de medidas de isolamento de casos e o monitoramento de contatos, o que contribui com a redução de novas infecções.

A procura pelas unidades de saúde deve acontecer assim que surgirem os sintomas, mesmo que sejam leves. As evidências médicas demonstraram que a demora pela busca de atendimento pode agravar os casos e dificultar a reversão do estado clínico do paciente.

“É fundamental que a população saiba que nós só vamos ganhar essa guerra quando todos procurarem atendimento médico logo após os primeiros sintomas. A informação aliada ao tratamento precoce, tem salvado muitas vidas”, afirma o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello.

Pazuello reafirma compromisso do Brasil no enfrentamento à Covid-19: “A curva do Brasil é alongada, pois é um país com dimensões continentais, diferenças regionais e populacionais. Por isso, tivemos impactos em momentos diferentes dependendo de cada região. O que fez e faz diferença para nós foi o tratamento precoce. A mudança de protocolo de cuidado aos pacientes com Covid-19”, enfatizou.

O compromisso da pasta é adequar o atendimento às evidências médicas e científicas para evitar mortes e salvar vidas.

Gazeta Brasil

The post Renomado Jornal de Medicina revela estudo que comprova a eficácia do tratamento precoce na evolução da Covid-19. appeared first on Terra Brasil Notícias.

You may have missed

Cresta Help Chat
Send via WhatsApp
11993455895