Março 5, 2021

MS: Menino leva golpe ao comprar iPhone, mas reconhece culpado em shopping

João Pedro Martins, 11 anos, levou um duro golpe ao tentar comprar um celular iPhone 7 no início de dezembro, em Campo Grande (MS). O garoto fez uma rifa do videogame que tinha e, com ajuda dos pais, reuniu o total de R$ 900 para adquirir o aparelho.

A mãe, Luciene Soares Martins, 35 anos, conta que o filho foi cuidadoso na pesquisa e acabou fazendo contato com um anunciante no aplicativo OLX que oferecia o produto com nota fiscal, carregador e fone de ouvido originais.

“Sempre ensinei meu filho a batalhar para adquirir bens materiais e ele se empenhou bastante para juntar o dinheiro. Entramos em contato com o rapaz do anúncio pelo WhatsApp e ele veio até nossa casa entregar o celular”, relata.

No entanto, quando o jovem chegou na casa de Luciene, ela pressentiu que algo estava errado: o vendedor estava com o celular e o carregador na mão e disse que depois enviaria a nota por e-mail.

“Eu comecei a questioná-lo que o aparelho que levou não era o apresentado na internet e disse que não aceitaria fechar negócio sem o documento. Ele ficou bastante agitado e tentava mostrar que estava tudo bem. Em um determinado momento, ele colocou a mão no ombro do me filho e tive certeza de que era um golpe. Por medo dele fazer alguma coisa ruim conosco, paguei e deixei que fosse embora”, desabafa.

Segundo a mãe, João Pedro também percebeu o perigo da situação e ficou muito triste e assustado. “Ficamos arrasados, pois nunca imaginaríamos passar por uma situação como essa. Meu filho chorava de tristeza e até se culpava por ter fechado negócio com o estelionatário. Então eu disse para ele: ‘filho, reze para Deus e não fique magoado com o que aconteceu’.”

Tablet e saxofone

Luciene conta que, aos 9 anos, João Pedro pediu um tablet. Ela explicou na época que não tinha condições de comprar, mas que ele poderia economizar e tentar fazer algo para conseguir levantar a quantia.

“Eu produzi bombons e cones trufados e ele começou a vender, depois fizemos uma rifa e ele conseguiu comprar o aparelho. Em seguida, quis participar de um projeto social que ensina música, ganhou semijoias de uma vizinha nossa para rifar e conseguiu comprar um saxofone. Sempre mostrei que, quando desejamos adquirir algo é preciso ter uma meta e ele aprendeu direitinho”, relata, orgulhosa.

O dinheiro arrecadado para a compra do iPhone foi proveniente de outra rifa — dessa vez, do videogame que tinha. Os pais completaram o valor como presente de aniversário, já que João Pedro completa 12 anos no dia 23 de janeiro.

Surpresa: o reencontro

Luciene conta que registrou Boletim de Ocorrência sobre o caso e contou a história para uma vizinha, Miriam, que pediu autorização para publicar a história nas redes sociais.

“Eu não imaginava que nosso drama teria uma repercussão tão grande e recebemos muito apoio de pessoas que nem conhecíamos”, explicou.

Uma das mensagens foi feita por uma empresária de Campo Grande, que decidiu presentear João Pedro com um celular seminovo. “Ela entrou em contato comigo, por intermédio da minha vizinha. Me perguntou se era verdade, e quando confirmei, disse que ia presentear meu filho com o aparelho. O João Pedro ficou muito grato e combinamos de ir até um shopping da cidade para nos encontrarmos.”

No entanto, a maior surpresa aconteceu enquanto a família aguardava pela nova amiga. O garoto reconheceu o rapaz que havia aplicado o golpe, que passeava pelo estabelecimento comercial.

“Meu filho avisou meu marido quem era o estelionatário e foram atrás dele. Meu marido o chamou pelo nome e pediu que tirasse a máscara para confirmar quem era. O rapaz tentou dizer que era um engano, mas meu filho confirmou e então ele saiu correndo, com meu marido perseguindo e gritando ‘pega ladrão’. Com ajuda de populares conseguiram detê-lo e chamar a polícia”, relembra Luciene.

Final feliz

Antes de ser levado para a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário e ser indiciado por estelionato, o homem confessou o golpe e entregou R$ 500 em dinheiro, além de fazer transferência de mais R$ 400.

Enquanto a família estava na delegacia, Luciene recebeu outra ligação, agora de um empresário que fez uma “vaquinha” para comprar um iPhone 7 novo e entregar ao menino.

“Pedi para meu filho falar com o moço e ele agradeceu e disse que já tinha ganhado outro e era o suficiente. Para nossa surpresa, o empresário disse que já tinha comprado o presente e iria entregar para ele, pois admirava muito a atitude e perseverança do João.”

A mãe finaliza o relato dizendo que só tem de agradecer a Deus, à amiga Miriam e aos empresários que doaram não apenas os celulares, mas amizade e carinho.

“Eu acredito que recebemos um verdadeiro milagre, diante de tudo que nos aconteceu”, avaliou.

João Pedro também fez questão de conversar com a equipe do UOL e disse que levará uma importante lição do acontecido.

“Apesar do que eu e minha família passamos, fiquei muito feliz de ver quantas pessoas boas existem no mundo, principalmente as que me ajudaram e tiveram uma boa compreensão sobre nossa situação”, celebrou.

Sobre o iPhone novo, o garoto conta que ajudará bastante nas aulas, já que foi aprovado para o 7º ano do Ensino Fundamental. “Antes eu estudava com a apostila, e agora vou poder usar o celular para tirar dúvidas com os professores. Meu objetivo é estudar bastante para ser médico veterinário”, finaliza.

UOL

The post MS: Menino leva golpe ao comprar iPhone, mas reconhece culpado em shopping appeared first on Terra Brasil Notícias.

You may have missed

Cresta Help Chat
Send via WhatsApp
11993455895