Abril 18, 2021

Trump diz que invasores ‘pagarão’ e agora promete transição tranquila

Donald Trump fez pronunciamento admitindo derrota pela primeira vez

Donald Trump fez pronunciamento admitindo derrota pela primeira vez
Reuters

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fez nesta quinta-feira (7) o mais próximo de uma condenação à invasão do Capitólio por alguns de seus apoiadores extremistas, ao afirmar que eles “não representam” o país e “pagarão por isso” se cometeram crime.

Trump também disse que vai voltar sua atenção para uma transição de poder tranquila e ordeira, depois que o Congresso certificou a vitória do democrata Joe Biden nas eleições presidenciais. Foi a primeira vez que Trump admitiu ainda que indiretamente a derrota nas eleições.

“Agora, o Congresso certificou os resultados. Uma nova administração tomará posse em 20 de janeiro. Meu foco agora se volta para garantir uma transição de poder tranquila, ordeira e contínua. Este momento exige cura e reconciliação”, disse Trump em declaração em vídeo postado no Twitter.

Veja a íntegra do discurso de Trump

“Gostaria de começar abordando o ataque hediondo ao Capitólio dos Estados Unidos. Como todos os americanos, estou indignado com a violência, a ilegalidade e o caos.

Imediatamente enviei a Guarda Nacional e a polícia federal para proteger o prédio e expulsar os intrusos. A América é e sempre deve ser uma nação de lei e ordem.

Para os manifestantes que se infiltraram no Capitólio: vocês contaminaram o assento da democracia americana. Para aqueles que se envolvem em atos de violência e destruição: vocês não representam nosso país. E para aqueles que infringiram a lei: você vai pagar.

Acabamos de passar por uma eleição intensa e as emoções estão altas. Mas agora, os ânimos devem ser acalmados e a calma restaurada. Devemos continuar com os negócios da América.

Minha campanha perseguiu vigorosamente todas as vias legais para contestar os resultados das eleições, meu único objetivo era garantir a integridade do voto. Ao fazer isso, estava lutando para defender a democracia americana.

Continuo a acreditar firmemente que devemos reformar nossas leis eleitorais para verificar a identidade e elegibilidade de todos os eleitores e para garantir fé e confiança em todas as eleições futuras.

Agora, o Congresso certificou os resultados. Uma nova administração será inaugurada em 20 de janeiro. Meu foco agora é garantir uma transição de poder suave, ordenada e contínua. Este momento exige cura e reconciliação.

2020 foi uma época desafiadora para nosso povo, uma pandemia ameaçadora afetou a vida de nossos cidadãos, milhões isolados em suas casas prejudicaram nossa economia e ceifaram inúmeras vidas.

Derrotar esta pandemia e reconstruir a maior economia do planeta exigirá que todos trabalhemos juntos. Exigirá uma ênfase renovada nos valores cívicos do patriotismo, fé, caridade, comunidade e família.

Devemos revitalizar os sagrados laços de amor e lealdade, que nos unem como uma família nacional. Para os cidadãos de nosso país, servir como seu presidente foi a honra de minha vida.

E a todos os meus maravilhosos apoiadores. Sei que você está desapontado, mas também quero que saiba que nossa incrível jornada está apenas começando.

Obrigado, Deus os abençoe e Deus abençoe a América.”

You may have missed

Cresta Help Chat
Send via WhatsApp
11993455895